sexta-feira, 1 de março de 2013

O meu mês


Tenho sentimentos de posse em relação ao mês que hoje começa. Março é meu! 
Gosto de ter nascido neste mês de flores, de cores fortes, de luz, de alegria e de recomeços. E da exuberância colorida e perfumada que a Primavera traz às nossas vidas. É a minha estação preferida. Por causa dos dias amenos que vão ficando cada vez maiores, do sol a brilhar, das árvores que se enchem de pequenas flores cor-de-rosa e brancas, dos campos e jardins verdejantes e dos passarinhos a cantar.
Gosto, também,  da ideia de renovação que lhe está associada. De assistir ao espectáculo belíssimo da  natureza que acorda e do nosso coração  a acordar com ela. Como se com as andorinhas viesse a esperança de tudo poder ser diferente e melhor ainda. E fosse mais fácil acreditar que tudo é possível. É um tempo de bons propósitos e de exaltação dos sentidos, que convida ao amor e à ousadia dos gestos.
No calendário, a Primavera só chega já o mês vai a mais de meio. Mas, para mim, ela começa muito antes, logo nos primeiros dias de Março. É que, durante muito tempo, no dia dos meus anos, a minha mãe oferecia-me sempre, além de outras coisas, uma caixa de morangos e um ramo de frésias amarelas. Duas coisas que adoro... E essa magnífica junção de cor e de perfume era o primeiro e o maior sinal da chegada da Primavera, a sua revelação antecipada.
Hoje, já ninguém me dá morangos nem frésias amarelas nesse dia, mas eu continuo a sentir que é no dia dos meus anos que a Primavera se inicia. É um dia feliz, quase sempre cheio de sol,  como eu tanto gosto, que marca, de facto, o começo desta época de vitalidade e contentamento quase permanentes, que me dá doses reforçadas de entusiasmo e boa-disposição.
Por isso, o tempo que vai desde o dia de hoje até ao final de  Junho são quatro meses todos meus; o meu tempo de me sentir mesmo feliz, cheia de energia e em paz comigo, com o mundo e com a  vida.

9 comentários:

  1. E quando é o feliz doa dos anos? HOJE?

    Se é, MUITOS PARABÉNS, Isabel....se não é, descobrirei o dia:)

    Bjinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é hoje, Virgínia, é no dia 7. Ainda faltam uns dias... Mas obrigada na mesma.

      Beijinho e bom fim de semana!
      Isabel

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Peixes, pois! Com tudo o que isso implica... ;)
      Beijinho

      Eliminar
  3. Tudo certo e com texto muito bonito! O problema é para quem é alérgica aos pólenes da Primavera, que é o meu caso ! Março também não me é indiferente...Meus pais nasceram nesse mês. Já não são vivos, mas nunca esqueço.
    Beijinhos.

    PS: Pedia-lhe um favor: como se escreve correctamente o plural de pólen? Escrevo da forma como se pode ver em cima, mas há quem o faça a seguir ao n um s. Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Madalena. Eu, felizmente, não tenho alergias! :)

      Quanto à questão que me coloca, a forma como escreve é a correcta (de acordo com o Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa). A palavra vem do latim pollen, plural polinis. De qualquer modo o português de Brasil utiliza polens e penso que se podem aceitar as duas como certas. Em todo o caso eu também diria pólenes.
      Beijinho
      Isabel Mouzinho

      Eliminar
  4. Se as saudades da Primavera já eram muitas, agora então mal posso esperar! Mais um texto fantástico e que nos faz sonhar. Obrigada!

    Grande beijinho,

    Rita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu, Ritinha, sempre tão querida :))

      Beijinho

      Eliminar