sábado, 19 de abril de 2014

Pergunta retórica

Há alguma coisa melhor que o amor? 

8 comentários:

  1. Provavelmente, não. Mas não dá para beijar com uma chapéu de chuva? Eu sei que ocupa as mãos...mas pode evitar um resfriado que, a instalar-se, pode fazer com que as mãos não façam falta nenhuma :)

    Estou a brincar, Isabel. O amor é lindo, lindo, lindo e então assim, como na foto, com gabardines e automóveis dos anos 50, há que admitir que nem a moda de roupa nem a sofisticação dos automóveis beliscam a sua essência. Por um lado, porque com o êxtase da paixão a marca e modelo dos carros deixam de contar e por outro... porque, às tantas, a coisa que menos falta faz é a roupa! Boa Páscoa e bons passeios, julgo perceber que a Isabel anda por fora. Cuidado com a chuva e com o trânsito :))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em todos os tempos e em todos os lugares, nas diferentes formas de se revelar, sentir e viver é, sem dúvida, o melhor que há.

      Obrigada Nelson. Os passeios são sempre bons, faça sol ou não.
      Boa Páscoa também para si. :))

      Eliminar
  2. A minha avó dizia que era a melhor e a pior coisa do mundo. Deixo à consideração de cada um a conclusão que entender...
    Um beijinho e uma boa Páscoa para si.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que quando é bom é muito bom e quando é mau é muito mau. Afinal tudo tem verso e reverso...
      Mas ainda assim é o que dá sentido e cor à vida. Lembro-me de duas canções: "(...) porque a vida só se dá pra quem se deu / pra quem amou pra quem chorou pra quem sofreu..." e "sans amour on n'est rien du tout" :))

      Desejo-lhe de novo uma excelente Páscoa. Beijinho

      Eliminar
  3. Desde que não seja um 'amor platónico'...
    Provoca alergias :D

    Num registo sério. Não, não há nada como o amor.

    Beijinho e boa Páscoa, Isabel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há!
      Obrigada. Boa Páscoa para si também, António.

      Eliminar
  4. Como tudo na vida… Momentos bons, outros assim assim :).
    Alimentá-lo sempre para que nunca desfaleça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim... Bom, mau, feliz, infeliz e todos os estádios intermédios entre uma coisa e outra.

      Alimentá-lo sim, claro, mas todos os amores acabam por se desgastar com o tempo e o resto...

      Eliminar