quinta-feira, 1 de maio de 2014

Un brin de Muguet

 
Em França, no primeiro dia do mês de Maio, há o costume de se oferecer um pequeno raminho de "muguet", como símbolo do desejo de felicidade.
Sinceramente, não faço ideia de como se diz "muguet" em português. Mas também não importa...
Sobre a origem desta tradição há inúmeros mitos e lendas. Conta-se, por exemplo, que foi Apolo que criou o "muguet" para oferecer um tapete perfumado às suas nove ninfas, por onde pudessem caminhar suavemente, de pés nus. Ou que foi Charles IX, filho de Catherine de Médicis, que numa visita à região de Drôme, no primeiro dia de Maio de 1560, foi surpreendido com essa oferta, usual no campo, na época do Renascimento, como forma de festejar o regresso da Primavera e a abundância da natureza e esquecer as dificuldades do Inverno, tendo decidido no ano seguinte fazer o mesmo na corte. O hábito começou então a repetir-se e divulgar-se, estendendo-se depois ao resto do país.
Seja como for, há qualquer coisa de poético, simultaneamente simples e belo, no acto de oferecer esta pequena e discreta flor de perfume suave, e acreditar que os dias que aí vêm podem ser melhores.
Por isso, e imaginando que estamos em França, porque as boas práticas e os gestos generosos devem ser reproduzidos e multiplicados, aqui fica, para todos os que por aqui passam (com um especial destaque para a Helena, para quem este dia é ainda mais especial), o meu brin de muguet, na esperança de que sejam todos sempre muito felizes.

8 comentários:

  1. Poéticas, simples e belas são as suas palavras, assim como, os seus gestos... Agradeço e retribuo os votos de felicidade que, para si, é totalmente merecida.
    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  2. Recebi o seu brin de muguet com enorme alegria, Isabel. Bem haja!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se estivéssemos em Espanha, Helena, eu dir-lhe-ia "Olé tú!"

      Um beijinho

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Está a ver, Sérgio, o que estas coisas têm de bom é que há sempre quem saiba aquilo que desconhecemos. Estamos sempre aprender, portanto.

      Agradeço o esclarecimento. Em todo o caso "muguet" para mim será sempre "muguet". ;)

      Eliminar
  4. Tão bom como un brin de Muguet apenas a sua doce forma de escrever.

    Beijinho, Isabel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, obrigada, António. É o que me vai na alma.

      Beijinho

      Eliminar